sábado, 22 de janeiro de 2011

Os 10 melhores detetives da ficção

1) Sherlock Holmes - Detetive Particular
Ele é obviamente o primeiro do top, mas não foi o primeiro da história! A idéia de Sir. Connan Doyle partiu de Auguste Dupin, o detetive ficcional criado pelo americano Edgar A. Poe, um aficionado pela lógica e por pistas que serviria de base para, com maestria, Sherlock Holmes se elevar ao patamar de maior investigador do mundo, recebendo (até hoje) cartas em seu endereço real (a Baker Street) em Londres. Holmes é dotado de lógica, sagacidade e acima de tudo dedução. Todos os seus casos tem explicações racionais, mas Holmes possui um ponto fraco, sua mente precisa constantemente de estimulos e sem crimes, ele é capaz de buscar caminhos químicos para apaziguar seu cérebro inquisidor.




2) Adrian Monk - Detetive Consultor 
Ele surgiu muito depois de Holmes, mas hoje se encontra poucos centimetros distante dele. Adrian Monk é um ex-policial de São Francisco, dotado de todas as possíveis neuroses, fobias e traumas que um ser humano é capaz de possuir. Almejando sempre uma higiene anormal e uma simetria em um mundo caótico, Monk consegue enxergar em qualquer cena do crime os elementos fora dos padrões. Tendo seu poder observador como maior benção e maior maldição, Adrian luta contra uma realidade em que ele se vê inadequado, mas se utiliza de sua inadequação para prevalecer.



3) Batman - Detetive Super-herói
Criado para da revista "Detective Comics", Batman não é apenas um homem vestido de morcego e com recursos financeiros quase ilimitados. Bruce Wayne foi treinado pelos melhores na arte da investigação, sua mente sempre insatisfeita com o que a realidade lhe trás é constantemente provocada a achar melhores explicações em busca daquilo que Batman mais presa em toda sua existência: Justiça.



4) Hercule Poirot - Detetive Amador
Quando o crime ainda era elegante, nasceu da mente de Agatha Christie Hercule Poirot, um singelo intrometido que aparecia em todas as cenas de assassinato quanto possíveis. Geralmente em férias exóticas ou lugares fechados, Poirot representava aquele convidado indesejado (especialmente para os culpados), um mestre da interrogação (um pouco mais sutil do que Jack Bauer) e das conversas corriqueiras. Através de uma troca de palavras, Poirot detectava mentiras e formava ligações suspeitas que desembocariam em discursos fantásticos que antecipavam a anunciação do criminoso.



5) Philip Marlowe - Detetive Particular
Raymond Chandler foi um dos autores a dar forma ao detetive como o conhecemos na pós-modernidade. O chapéu, o sobretudo, a sala escura com uma mesa de madeira e uma porta com um vidro fosco na qual seu nome está entalhado. Philip Marlowe é um detetive noir acostumado a damas fatais, bebida ruim e becos, muitos becos. Transitando entre um mundo elitista e um mundo marginal, Marlowe é o primeiro detetive que passou a pensar alto e a relatar com comentários cada avanço ou retrocesso de sua investigação. Sem a genialidade obscura de Holmes e Poirot, Marlowe demonstra seus passos de modo que seu leitor compreende a linha de raciocínio antes de chegar ao final, o que jamais estraga a surpresa.



6) Velma - Detetive Amadora
Ela fazia parte de um grupo, mas convenhamos, ela tinha todo o trabalho dedutivo!Era sempre ela a pessoa a desconfiar, suas sugestões de planos nem sempre eram acatadas, mas a honra de desmascarar o vilão sempre ficava com a mais inteligente das passageiras da "Máquina do Mistério". Em sua versão infantil, Velma tinha espasmos de iluminação acompanhados pela palavra "gente". 



7) Simon Templar - Detetive Anti Herói
Ele age por conta própria e nem sempre no interesse do bom mocismo. Simon Templar (não sabemos se esse é seu verdadeiro nome) é também conhecido como "O Santo". Por que isso? Alguma ironia? (claro, muita! Já que era Roger Moore seu interprete na série original). Em cada caso, Simon utilizava-se do nome e da história de um Santo católico. Sua principal habilidade era coordenar personagens próprios e usá-los em suas investigações. Por vezes trabalhou para os próprios vilões que atravancavam seu caminho, tudo em busca de uma grana (quase nunca) fácil.



8) Ichabod Crane - Detetive Médico
Você também deve ter ouvido falar dele como "Johnny Depp", mas antes de ser interpretado pelo "rei dos alternativos", Ichabod foi personagem do conto "The Legend of Sleepy Hollow", de Washington Irving. No conto, Ichabod é um professor, no filme (e é a esse que vamos nos apegar) ele é um detetive/professor/médico (ou quase). Interpretado com maestria, Ichabod tem que enfrentar a ameaça sobrenatural que foi desencadeada em um soturno povoado americano em pleno século XIX. Para tanto, ele contará com um hall de entrevistados soturnos, algumas autopsias repulsivas e muitas deduções.



9) Gill Grissom - Supervisor 

Ele não é detetive, mas não podia ficar de fora dessa lista, Interpretado pelo ator William Peterson, o genial líder da equipe de investigações da polícia científica americana analisava intrincadas cenas de crime e resolvia diversos mistérios de CSI: Crime Scene Investigation. A série da emissora CBS mostra os bastidores de um laboratório de perícia criminal de Las Vegas, tendo o médico-legista Gil Grissom no papel principal. Em janeiro de 2009, no entanto, o personagem teve de abandonar o enredo devido à saída de Petersen, que resolveu se dedicar ao teatro. A despedida de Grissom do seriado foi ao ar no dia 15 de janeiro, deixando uma legião de fãs inconsoláveis pelo mundo.


10) Inspetor Clouseau
Personagem da série cômica A Pantera-Cor-de-Rosa, o atrapalhado policial francês provocava confusão por onde passava. Como inteligência não era o seu forte, sempre elaborava teorias absurdas sobre os crimes e acabava resolvendo os mistérios apenas por acidente.













18 comentários:

  1. Faltou o Samuel Spade.

    ResponderExcluir
  2. P/ mim faltou o L (Death Note)e o House (ele também uma especie de detetive)

    ResponderExcluir
  3. Patrick Jane
    Carl Lightman

    ResponderExcluir
  4. Dexter - Detetive e Serial Killer, já encontra e mata os assassinos auhahahuahuah

    ResponderExcluir
  5. Só tem retardados nesses comentários. Putz.

    ResponderExcluir
  6. P/ mim faltou o L (Death Note)²

    ResponderExcluir
  7. Faltou Dr House, ele é inspirado a partir de Sherlock Holmes...

    ResponderExcluir
  8. FALTOU HISTÓRIAS DE 007 E DO DR.HOUSE.
    ASS:MARIZA
    BJOOOOOOOOOOOOOOOOOOSSS.OKOKOKOKOKOKOK

    ResponderExcluir
  9. FALTOU O "L" DO DEATH NOTE . O MELHOR DETETIVE DO MUNDO CONCERTEZA ACHO QUE NENHUM DESSES DETETIVES CHEGARAM AOS PÉS DELE , SÓ VENDO O ANIME PARA ENTENDER .

    ResponderExcluir
  10. Faltou o L gente,como podem se esquecer do L!

    ResponderExcluir
  11. Simplesmente desconsidero uma lista em que colocam o Hercole Poirot em quarta posição. Ele teria que estar no mínimo em segundo!

    ResponderExcluir
  12. Faltou o L Lawliet de Death Note!

    ResponderExcluir

Publicidade

Veja no Ocioso